Prevenir é o melhor remédio!

Uma pessoa vacinada passa a ter imunidade em relação a essa doença específica.

A imunidade criada através da vacina estimula capacidade de reação do organismo ao produzir anticorpos que combatem esses agentes.

Vacine-se e previna-se de doenças em todas as fases da vida. Adultos e idosos também devem se vacinados.

Gripe

Os vírus da influenza causam doença respiratória aguda, denominada influenza ou gripe, caracterizada clinicamente por febre alta, calafrios, cefaléia, mal estar, mialgia,  tosse seca, conjuntivite, dor abdominal, náusea e vômitos são frequentes. O mal estar geral pode persistir por vários dias e até mesmo semanas. Pode ocorrer também inflamações musculares, com dores musculares e dificuldade de andar. Em crianças pequenas, grávidas e idosos pode evoluir para uma forma mais grave de angústia respiratória e morte, a vacina é especialmente indicada nessa população de risco.

 

Tetra Viral

A vacina Tetra Viral consiste na combinação de vírus vivos atenuados contra o sarampo, a caxumba, a rubéola e a catapora. É indicada para todos a partir de um ano de idade, juntamente com o reforço da vacina Tríplice Bacteriana e da vacina contra a Poliomielite. Essa vacina é importante contra essas doenças na infância assim como na vida adulta. Não esqueça de manter a vacinação de seus filhos e a sua em dia.

 

Febre Amarela

A Febre Amarela é doença causada por vírus cujo hospedeiro principal é o macaco que vive em matas, com crescente desmatamento esses animais passaram a ver na periferia de cidades grandes, trazendo o risco de doenças para área urbana. O mosquito pica o macaco portador do vírus e o transmite para o homem. A vacina agora em dose única previne a doença e é especialmente importante para viagens internacionais. Através do número de lote e comprovante de vacina podem retirar a declaração para fins de viagem ao exterior.

Dengue

A dengue é uma doença febril aguda com um amplo espectro de manifestações clínicas, podendo variar desde casos leves aos mais graves que ameaçam a vida.

O vírus é transmitido pela fêmea do mosquito Aedes Aegypti e causa febre alta associada a dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares e articulares, falta de apetite, fadiga, manchas vermelhas na pele, náuseas, vômito, diarréia entre outros sintomas. Previna-se com a vacina.

 

Herpes Zóster

Poucas pessoas sabem que existe uma vacina que previne o Herpes Zóster (cobreiro), uma doença que vai acometer uma a cada três pessoas ao longo da vida. Qualquer indivíduo que teve catapora ou contato com o vírus causador, o vírus varicela zóster, pode, em algum momento, ter Herpes Zóster.  Toda pessoa acima de 50 anos deve tomar a vacina para se prevenir dessa doença.

 

Difteria – Tétano – Coqueluche

Também conhecida como Tríplice Bacteriana previne as três doenças. Muito importante como reforço de difteria e tétano em casos de ferimentos perfurocortantes, importante na prevenção coqueluche indicada para gestantes no último trimestre de gestação, prevenindo a doença também no recém nascido. 

Para cuidadores de recém nascidos, para o pai e avós indicamos a tetravalente, pentavalente ou hexavalente com associação da Poliomielite, Hepatite B e Influenza.

Indicadas também no calendário da infância, além do que já temos de coqueluche para gestantes.

 

HPV

HPV significa papiloma vírus humano e é  transmitido, preferencialmente, por relação sexual, podendo desenvolver o câncer de colo no útero nas mulheres, um dos mais frequentes no Brasil. A maneira mais eficaz de prevenir essa doença é a vacinação, indicada a partir dos 9 anos para homens e mulheres, inclusive adultos. Mesmo as pessoas que já tiveram contato com o HPV devem receber a vacina, pois a imunidade é uma forma de combater a doença ativa.

Vacine-se.

 

Meningite

A Meningite é uma infecção aguda das meninges, que são as membranas protetoras que revestem o cérebro e a medula espinhal. ela pode ocorrer por conta de infecção bacteriana, viral, fúngica ou parasitária. Seus sintomas são rigidez na nuca, febre alta, sensibilidade a luz, dores de cabeça, vômito, convulsões entre outros.
Diagnóstico precoce e vacinação são importantes para a sua prevenção.