Obstetrícia

Gestação mês a mês

A gestação é um evento especial e glorioso na vida da mulher.

Um pré-natal bem realizado é extremamente importante para uma gestação tranquila e saudável. A gestação normal dura cerca de 280 dias ou 40 semanas. Isso corresponde a 10 meses lunares e aproximadamente 9 meses do calendário convencional, por isso que muitas vezes a conta da gestante não é igual a conta do médico.
Alguns cuidados especiais são fundamentais e começam antes mesmo da gravidez. O planejamento da gravidez inclui:

  • Administração de ácido fólico: essa vitamina é essencial para a formação do tubo neural do bebê e o ideal é ser administrada de 3 meses antes da gestação até o final do primeiro trimestre da gravidez. Alimentos como verduras verde-escuras, feijão, gema de ovo e outros, mas muitas vezes em quantidade insuficiente para a prevenção de doenças do fechamento do tubo neural do bebê.
  • Controle de peso: mulheres que estão com peso acima ou abaixo do ideal têm mais riscos de sofrer complicações durante a gravidez, por isso dieta equilibrada visando o controle de peso é importante para as futuras mães.
  • Abandono de vícios: o tabagismo é extremamente prejudicial para o desenvolvimento do bebê. As substâncias do cigarro prejudicam a circulação de sangue da placenta e o bebê pode ter restrição do seu crescimento, com ganho de peso inadequado durante a gestação.o cigarrro também pode causar abortos e partos prematuros. Da mesma forma, o uso abusivo do álcool pela gestante pode ocasionar retardo mental no bebê e  qualquer droga ilícita interfere da saúde do bebê, inclusive com crises de abstinências após o nascimento.
  • Prevenção de doenças: o ideal é realizar exame preventivo de câncer do colo do útero (Papanicolaou), completar a calendário vacinal, rastrear doenças sexualmente transmissíveis, toxoplasmose, entre outros exames.
1º mês lunar

Nessa fase, ocorreu a fecundação do óvulo pelo espermatozóide na tuba uterina (trompa), eo zigoto formado é transferido para o interior do útero, implantando-se no endométrio. A menstruação  então não aparece e inicia-se a suspeita de gravidez. A confirmação ocorre pela detecção do hormônio hCG (hormônio gonadotrofina coriônica) pela urina ou mesmo pelo exame de sangue. Esse hormônio só é produzido pela placenta e um teste positivo, mesmo de urina, indica gravidez com quase 100% de certeza. A data provável de parto é calculada com 40 semanas e é baseada na data do primeiro dia da última menstruação. Nos casos em que há dúvida dessa data ou mesmo para confirmação, o cálculo da idade gestacional é baseado no primeiro ultrassom realizado na gestação, idealmente no primeiro trimestre.

Os sintomas nessa fase podem ser: inchaço e dor nas mamas,cansaço, náuseas e sonolência.
Ocorre a formação dos 3 folhetos embrionários que originarão os órgãos e tecidos do bebê e da placenta, que enviará oxigênio e nutrientes para o feto durante toda a gravidez.

2º mês lunar

Nesse mês, o pré-natal  já deve ser iniciado. Na consulta inicial, além de tirar as dúvidas da gestante e  as investigações de suas queixas, serão pedidos os exames de rotina e o rastreamento de algumas doenças que podem interferir na saúde da gestante e do bebê.
O embrião já apresenta batimento do coração e o sistema nervoso está completamente fechado. Começam a surgir os membros e o sistema genital. Após a 8ª semana, já é possível identificar o sexo do bebê com 99,9% de precisão com um exame de sangue da mãe.
O aumento das náuseas e de vontade de urinar constantemente se tornarão mais evidentes. Para aliviar as náuseas,  se alimente a cada 3 horas em pequenas quantidades, evite a ingestão de gordura e beba bastante líquido, principalmente água. Devido aos enjôos e aos vômitos, a gestante pode até perder peso e ficar desidratada, por isso é importante controlar o peso e ingestão de líquidos.

3º mês lunar

Nesse mês, a gestante pode ainda sentir náuseas e o intestino pode ficar mais preguiçoso. Por isso é importante uma dieta rica em fibras e líquidos. As roupas começam a ficar mais apertadas e a pele e cabelos menos oleosos. Após a 10ª semana, o embrião já é chamado de feto e ele possui de 30 a 40 mm de comprimento. A gestante pode apresentar alterações de humor, com choro fácil  e irritabilidade. Por outro lado, as náuseas e a azia regridem.
A ultrassonografia morfológica do 1º trimestre deve ser realizada de 11 a 14 semanas. A medida da translucência nucal do feto serve para rastrear malformação fetal relacionadas com algumas síndromes, principalmente a Síndrome De Down. A chance do feto apresentar a síndrome é calculada mediante a medida da translucência nucal e da idade materna. Vale lembrar que esse exame isoladamente não exclui e nem confirma a doença. Outros exames são necessários para o diagnóstico e somente serão pedidos em casos com grande suspeita.

4º mês lunar

O feto já está completamente formado e começa a maturação dos órgãos. O líquido amniótico é produzido principalmente pela urina do feto e absorvido pela deglutição. O útero já ultrapassa a pelve e uma “barriguinha” já é percebida. O quadril se alarga e dores nessa região é comum. O ganho de peso a partir dessa fase deve ser de 1 a 1,5kg por mês.

5º mês lunar

Há aumento do sangue circulante na gestante e também dos batimentos cardíacos. O útero chega até a cicatriz umbilical na 20ª semana e os movimentos do feto já podem ser sentidos pela mãe após a 18ª a 19ª semana de gestação.A ultrassonografia nessa fase identificará o sexo fetal. O feto já consegue ouvir os sons produzidos pelo organismo materno e também sons externos. Também responde aos estímulos luminosos.

6º mês lunar

Com o crescimento do útero, pode haver inchaço nas pernas e dor que piora ao longo do dia. O cuidado com a pele é fundamental a partir dessa fase, pois o aumento dos hormônios na gravidez pode estimular a aparecimento de manchas no rosto, denominada melasma ou cloasma gravídico. O uso de protetor solar é importante.
Os cuidados com dieta e exercícios físicos são importantes para alívio das dores lombares, associadas às mudanças da posição da coluna.
O ultrassom morfológico do 2º trimestre avalia a posição da placenta, o líquido amniótico e principalmente cada órgão do feto. Nesse ultrassom é possível avaliar alterações do coração, dos rins e muitos outros problemas que podem ocorrer. Com esse diagnóstico precoce,  a equipe médica já se prepara para o tratamento adequado e oportuno tão logo haja o nascimento do bebê. Em alguns casos, até cirurgia dentro do útero é possível.

7º mês lunar

A movimentação do feto é intensa e é comum a gestante sentir os chutes e socos dele. Ele já ouve tudo o que se passa no mundo exterior. Ele já está pesando em média 1.000g a 1200g.
Podem aparecer cãimbras principalmente em repouso. Isso ocorre tanto pela falta de alguns nutrientes ( cálcio, potásssio e sódio) quanto pelo aumento da retenção de líquidos. Podem surgir estrias no abdômen, coxas e nádegas. O uso constante de cremes hidratantes e óleos podem evitar o surgimento ou evitar o aumento das estrias em formação.

8º mês lunar

Ocorre sensação de falta de ar devido ao aumento do útero que pressiona os pulmões. O aparecimento de varizes ou piora nas gestantes que já possuem ficam mais evidentes. Importante realizar caminhadas leves e a elevação das pernas para melhorar a circulação de sangue. Em alguns casos é necessário o uso de meias elásticas o dia inteiro. O bebê pode se movimentar ou pouco menos  devido ao menor espaço dentro do útero e normalmente já está virado de cabeça para baixo.
Já fica mais difícil dormir e a gestante não encontra posição confortável. O ideal é deitar virada para o lado esquerdo do corpo, pois assim melhora a circulação de sangue.
As consultas são mais frequentes, visando a prevenção e o diagnóstico precoce de algumas doenças, especificamente a hipertensão gestacional e a pré-eclâmpsia e também o trabalho de parto prematuro.
O ultrassom é importante para avaliar o peso fetal, a quantidade de líquido amniótico, a placenta, a circulação placentária e fetal e sua posição.

9º mês lunar

Podem aparecer contrações rápidas e indolores chamadas de Braxton-Hicks. Essas duram apenas alguns segundos e não apresentam dor, ao contrário do trabalho de parto, em que as contrações são ritmicas, frequentes e duram de 30 a 40 segundos. O cansaço é mais frequente  e realizar as tarefas habituais se tornão mais difícieis. O bebê já está pesando cerca de 2500g em média.
A ansiedade e preocupações sobre o momento do parto tomam conta da gestante.É importante já ter definido o local do nascimento e tirar todas as dúvidas sobre o tipo de parto ideal para o seu caso. Isso ajuda a diminuir  a ansiedade e afastar alguns mitos sobre o parto normal ou mesmo a cesárea.

10º mês lunar

O bebê já está maduro e pode nascer a qualquer momento. Ele está pesando cerca de 3000g a 3200g. As consultas são semanais  e são avaliados o bem-estar fetal, a presença de alguma dilatação do colo do útero e definido o tipo de parto ideal para cada caso. A gestação a termo está entre 37 a 42 semanas incompletas. O nascimento antes da 37ª semana é considerado parto prematuro e a partir de 42 semanas de gestação prolongada. O trabalho de parto dura cerca de 14 a 18 horas, as contrações são frequentes , com duração de 30 a 40 segundos e com intervalos de 2 a 5 minutos. O bolsa amniótica pode romper durante o trabalho de parto ou até mesmo antes. Se entrar em trabalho de parto, perder líquido em grande quantidade ou ter sangramento , entre em contato com seu médico para ser orientada. Lembre-se que não existe “alta”do pré-natal antes do nascimento.

Autor: Dr. Rodrigo Rosa Filho CRM: 119789

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *