Exames

Exames de Rotina

Muito se fala sobre um “check up” anual, mas pouca gente sabe qual o real objetivo dessa prática.

Há três tipos de prevenção: a primaria é aquela que visa evitar alguma doença, por exemplo, cuidar da dieta para não ganhar peso excessivo; a secundária é quando ocorre um diagnóstico precoce da doença, por exemplo, aquela pessoa que ao ganhar um certo peso já vai ao médico e consegue diagnosticar uma obesidade ou sobrepeso precocemente, ou até consegue diagnosticar precocemente alterações metabólicas, como alteração de açúcar ou colesterol; e finalmente a prevenção terciária é aquela onde já existe uma doença e há o objetivo de evitar problemas futuros causados pela doença, por exemplo, um obeso já com diabetes que se cuida para não ter complicações da diabetes, como problemas de visão ou problemas cardíacos.

Assim, todos devem cuidar da sua própria saúde de forma adequada, comendo bem, fazendo atividade física periódica, tendo períodos frequentes de relaxamento, tendo um bom controle da parte emocional e evitando hábitos ruins, como cigarro e excesso de álcool. Essa é a prevenção primária de todos.

Mesmo  nos cuidando e não tendo sintomas, podemos já sofrer de alguma doença ou disfunção de certos órgãos. Assim, deve-se visitar os médicos periodicamente para o famoso exame de rotina ou “check up”. Geralmente o clínico geral é o responsável por isso, solicitando exames de sangue e exames de imagem conforme a necessidade de cada paciente e suas particularidades. Assim, é possível fazer uma prevenção primária (conversando com o médico sobre hábitos saudáveis) e uma prevenção secundaria, detectando precocemente leves alterações no metabolismo ou nos órgãos. Eventualmente já é preciso tratamento com medicamentos e outras vezes não.

E para aquelas pessoas que já possuem alguma doença, geralmente a visita ao médico é mais frequente para se ter um bom controle de sua doença, evitando-se complicações e descompensações.

Como se diz nas propagandas dos carros: “faça a sua revisão regularmente”

Autor: Dr Hugo Yamashiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *