Otorrinolaringologia

Como vai seu nariz?

A obstrução nasal (nariz entupido) aumenta muito a perda de energia com a respiração

A função do nariz é conduzir o ar, purificá-lo, aquecê-lo, umidificá-lo, servir de câmara de ressonância para o som, possibilitar o olfato, estética e iniciar o reflexo nasoalveolar, que permite utilização de todo espaço pulmonar, não utilizado em caso de respiração pela boca.

No caso de obstrução nasal (nariz entupido) aumenta muito a perda de energia com a respiração, com prejuízo evidente para a saúde e paras as funções citadas acima, podendo gerar ou agravar roncos, alterações do crescimento facial em crianças, alterações na oclusão dentária, infecções recorrentes na garganta, voz anasalada, mau hálito, diminuição do olfato, sinusites, otites, agravamento da asma, entre outros transtornos. Esta obstrução nasal pode ter como causa um desvio do septo nasal e/ou hipertrofia (aumento) dos cornetos nasais, rinite alérgica, aumento das adenóides (um tipo de amígdala que fica no final da fossa nasal), alterações congênitas como imperfuração coanal e meningoceles, tumores menos comumente, dentre outras.

O correto diagnóstico poderá ser feito por um otorrinolaringologista e nos casos em que não houver melhora com tratamento clínico poderá estar indicado  o tratamento cirúrgico.  A cirurgia nasal evolui muito nos últimos anos devido surgimento de novos recursos como endoscópios (câmeras pequenas que permitem visualização e ação precisa dentro do nariz), novos recursos hemostáticos (que fazer cessar ou reduzir sangramentos), laser (que permitem redução de tecidos e incisões com menor sangramento e maior precisão), entre outros, que permitiram a nomenclatura de cirurgia minimamente invasiva, evitando necessidade de uso de tampões, cicatrizes, diminuição importante da dor e tempo de recuperação para retorno às atividades usuais.

Autor: Dr Rafael Panizza Leutz CRM 135483

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *